Artigos



A conquista da terceira dimensão: o rejuvenescimento em 3D

Mas como podemos imaginar um tratamento dermatológico em três dimensões? Enganou-se quem respondeu: uso de Lasers ou de altas tecnologias com luzes. O tratamento dermatológico em 3D preocupa-se com a melhoria do plano profundo de nossa pele, ou melhor, dos relevos, dos contornos e de todas as estruturas que a pele recobre. A pele é um envelope que recobre e tem capacidade de se moldar no que esta abaixo dela.

O uso de preenchedores faciais é um tratamento dermatológico que se preocupa em devolver um volume perdido. Com o envelhecimento cronológico, com o passar dos anos, algumas partes de nosso corpo vai perdendo “recheio”. Perdemos volume em alguns locais e ganhamos em outros. Na face, os lábios antes carnudos e bem contornados se tornam finos, murchos e com contornos retificados. As bochechas perdem também o aspecto arredondado, formam-se sulcos mais profundos logo abaixo das pálpebras inferiores. As mãos entregam a idade.

Até pouco tempo atrás, os tratamentos eram direcionados para textura e superfície das costas das mãos. Eliminavam-se as manchas as rugas finas, mas algo faltava. É o volume. Mesmo sem nenhuma mancha, se houver uma aparência ressaltada das veias, dos tendões e das cabeças ósseas, não será a mão dos sonhos. Novamente o que falta é o tratamento da profundidade.

O preenchimento com ácido hialurônico de volume, mais denso entre os tendões e recheando a porção abaixo da pele “escondendo” as veias rejuvenesce muito. Associado aos tratamentos para textura esta mão não entregará mais ninguém. Para as bochechas a própria gordura pode ser utilizada para devolver seu volume e provocar um efeito lifting de toda face. Uma excelente opção à gordura é o mesmo ácido hialurônico denso, com a vantagem de uma aplicação durar entre18 a 24 meses. Para os lábios, o ácido hialurônico refinado com toda sua suavidade e delicadeza de um fino pincel pode recuperar o contorno e parte de seu volume. Não cabe no preenchimento nenhum exagero. Preencher é uma arte das mais difíceis na dermatologia. A linha entre o bom efeito e o efeito artificial é tênue. O efeito sutil do preenchimento é o segredo da beleza deste procedimento.

E os ganhos? Vamos restringir nosso raciocínio para face. A papada abaixo do queixo, as “bolinhas” que dão o efeito buldogue no contorno inferior do rosto, são acúmulos associados ao relaxamento natural das bolsas e dos músculos que sustentam a gordura em seus devidos locais. A retirada desta gordura, os tratamentos para devolver a firmeza tanto da pele como das estruturas mais profundas através de cremes ou laser infravermelhos devolvem parcialmente o contorno jovem e removendo o aspecto “caído” da face.

Esta é a terceira dimensão da dermatologia. O tratamento da textura da pele, associado ao relaxamento de alguns grupos musculares por meio da aplicação de complexo de neurotoxina, deixam a pele melhor, com uma cor mais homogênea e com aspecto mais saudável, suavizando as marcas do tempo.