CORPORAL



Ultrassom Microfocado

O ultrassom microfocado é a mais nova tecnologia para tratamento da flacidez facial e cervical (do pescoço) não invasiva nos últimos anos. O ultrassom microfocado produz um reposicionamento das estruturas faciais em pacientes que não querem operar de flacidez, que desejam retardar o lifting cirúrgico.

O ultrassom microfocado e um procedimento indicado para tratamento da flacidez do rosto e/ou do pescoço. Também devem chegar as novas ponteiras para os tratamentos corporais, de braço, cotovelo, joelho e barriga.

É a única tecnologia que produz uma contração do tecido abaixo da pele , decorrente de micropontos de coagulação que são produzidos na derme e no espaço abaixo da derme (subcutâneo e musculatura).

Durante o procedimento o ultrassom entrega pontos de coagulação térmica na derme profunda e na camada muscular. Isso causa contração imediata do colágeno e dá início à formação de novo colágeno, provocando maior sustentação e firmeza da pele.

A técnica não substitui o lifting cirúrgico. É uma opção, para um efeito lifting suave, mas pouco possível com outras tecnologias na dermatologia moderna. Está indicado para pacientes com flacidez de leve a moderada, na faixa dos 40 aos 60 anos que pretendem prevenir a perda dos contornos faciais causados pela flacidez da pele e retardar a cirurgia. Sabemos que quanto mais jovem o paciente, melhores serão os resultados, não existindo portanto limite inferior de idade para iniciar o tratamento.

Pode ser realizado por pacientes de todos os fototipos, pois não há restrições quanto à cor da pele. Não é necessário evitar a exposição solar ou qualquer outra atividade.

O Doublo, nome comercial mais conhecido do ultrassom microfocado, não causa nenhum dano tecidual visível, podendo o paciente retomar as suas atividades imediatamente após a sua realização. Não há mudanças radicais. Apenas uma saudável rotação interior para cima causando um efeito de lifting natural.

É comum o paciente sentir um desconforto por 2- 10 dias no local da aplicação, em função do processo inflamatório gerado (e desejado) pelo procedimento. Os resultados do tratamento com o ultrassom microfocado aparecem ao longo de 2 a 3 meses podendo evoluir com melhoras por até 6 meses.

Não há tempo de duração da melhora, o estimulo de novo colágeno ocorrerá por 2 a 3 meses, obtendo-se seu pico no terceiro mês. Considerando que o processo de envelhecimento é continuo, indica-se sua realização a cada 12 a 18 meses.