FACIAL



Sculptra

Sculptra é uma substância sintética (origem não animal) composta de ácido poli-L-láctico. Trata-se de um produto biocompatível (não prejudica o organismo) e biorreabsorvível (é inteiramente absorvido pelo organismo). Diversos estudos clínicos têm comprovado a segurança do ácido poli-L-láctico, utilizado há muitos anos e em diferentes áreas da Medicina.

Ao ser injetado na derme profunda (a segunda camada da pele), Sculptra ativa a produção de colágeno, aumentando a espessura da pele, suaviza linhas e sulcos, corrige as alterações de contorno do rosto, suavizando os sinais de envelhecimento da pele. O número de sessões, assim como a quantidade de produto aplicada em cada sessão, é uma decisão médica, que leva em consideração particularidades de cada paciente. Em média, são necessárias de 2 a 3 sessões de aplicação, com intervalo de 4 a 6 semanas entre elas. Ao estimular a produção de colágeno, Sculptra apresenta resultados evidentes a partir da segunda sessão (geralmente 2 meses após o início das aplicações), que permanecem por até 2 anos.

Os efeitos adversos mais comumente observados com o uso de Sculptra estão relacionados à aplicação do produto: equimoses, e leve inflamação local logo após o procedimento. Todos eles são transitórios, desaparecendo em média de 3 a 10 dias após sua aplicação. Orientamos sempre o uso do produto por profissionais médicos e cuidados rigorosos durante e após a aplicação - o paciente deve massagear a região tratada 2 vezes ao dia, durante 10 dias.

A correção imediata obtida com Sculptra decorre do volume administrado do produto, sendo, portanto, transitória. Em poucos dias, esse líquido é reabsorvido e o paciente adquire a aparência anterior às aplicações. Aproximadamente a partir do décimo dia de sua administração, Sculptra passa a estimular a formação do novo colágeno, que irá corrigir gradualmente as alterações de volume e contorno faciais.

Sculptra não deve ser usado em pacientes alérgicos a qualquer um de seus componentes; também não deve ser aplicado em pacientes que apresentem infecção ou inflamação cutânea no local da aplicação, gestantes, portadores de doenças auto-imunes, colagenoses e em locais onde o paciente apresente preenchedor permanente (PMMA) prévio.

Atualmente, novos protocolos de aplicação, baseados em evidências, tem sido utilizados para tratamentos faciais e corporais, no combate a flacidez cutânea. Denomina-se Bioestimulação, o estimulo a neocolagenese induzido pelo Sculptra. Pode ser realizados tratamentos em face, pescoço, região submentoniana (papada), área interna de braços e coxas, abdômen.